quarta-feira, 13 de maio de 2009

Ao acaso

Eu não tive sorte como você
Ter alguém pra entender
Ate mesmo fingir que ama
Que sempre escuta os meus problemas
Que também sofra com meu sofrer
Mas na cama resolvemos

Eu não quis te perturbar
Ter você é meu dizer
Te amar já não dá
Fui falar tudo sobre mim
Dizer coisas quando se esta afim
Te amar vai me matar

Chega em casa e já sai
Sem destreza, sagaz.
Vai volta sem temor
Ho! Mulher mais que vadia
Não do tempo pro amor
E já vai chegar teu dia

Eu não quis me maltratar
Tentar viver com você
Todo fim chegará
Te amei mais que todo mundo
Arranquei do mais profundo
E você deixa pra lá

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Calendário