quarta-feira, 13 de maio de 2009

Vixe mãinha

Ói minino,
Cê sai da minha cacunda
Que eu não to te agüentando não
Ói que tenho que carregar essa lata d´água
E ainda tem que fazer cumida pro painho
Vixe bichinho arretado
larga da saia da Dona
Que ela é bunita por demais
E ela não é farinha pro seu pirão
Vixe mãinha,
Larga disso
Que essa Dona
É formosa por demais
É a coisa mais bela da gota serena
Venha cá minha flor
Qual é a sua graça?
Prazer minha rapadura
Eu sô Zé Calango

Um comentário:

Calendário